Editorial: Estado do Cinema

……………….

No Estado da Arte, as publicações sobre cinema têm se pautado, desde o início, pela pluralidade de temas ― como, aliás, é inerente aos próprios filmes ― e pelo rigor crítico na análise estética, porque cinema é arte e, como tal, é forma, antes de tudo. O conteúdo deriva, sempre, dessa forma, e por meio dela se expressa.

O que nos move é disponibilizar conteúdos para um público mais abrangente, interessado e ávido por informação e formação de qualidade. Nosso objetivo será sempre o de oferecer material para disseminar e expandir repertórios.

Com esse propósito, ao iniciarmos o quinto mês deste inacreditável 2020, queremos dividir com nossos leitores as novidades da Editoria de Cinema.

Hoje temos a estreia de um novo colaborador, o jornalista, tradutor, poeta e escritor José Francisco Botelho. Temos o prazer e o orgulho de publicar a primeira parte de sua série de ensaios Grandes Refilmagens.

Acabamos de fechar parceria com a revista online PersonaCinema e, em breve, compartilharemos críticas, ensaios e artigos de seus colaboradores, todos com a editoria de Leandro Costa.

Reafirmamos nossa indispensável parceria com a Foco – Revista de Cinema, editada por Bruno Andrade, Matheus Cartaxo, Valeska G. Silva e Lucas Baptista.

Estamos em negociação com futuros parceiros internacionais. Em breve teremos novidades.

O Estado do Cinema também trará entrevistas e podcasts exclusivos, especialmente produzidos para falar, debater e ampliar a discussão sobre cinema.

Reforçamos que o nosso compromisso foi, é e sempre será com o Cinema. E somente com ele.

………………….

(Andrei Rublev, Tarkovsky, 1969)

……………

Jeffis Carvalho e Miguel Forlin
Editoria de Cinema do Estado da Arte

……..