SHAKESPEARIANAS, por J. Francisco Botelho: Rimar ou não rimar, eis a questão

José Francisco Botelho, premiado tradutor dos “Contos da Cantuária”, de Chaucer, e de “Romeu e Julieta” e “Júlio César”, de Shakespeare, estreia sua nova coluna no Estado da Arte: Shakespearianas.

Ler mais

Crítica na Rede – Iris Murdoch: Sobre “Deus” e “bom”

O Estado da Arte inicia a publicação do excelente acervo de traduções filosóficas do site Crítica na Rede. Leia o ensaio da filósofa e escritora britânica Iris Murdoch (1919 – 1999), uma das pensadoras mais originais do século XX.

Ler mais

Clássicos para o Nosso Tempo – Lewis Carroll e o Sonho dentro do Sonho

José Francisco Botelho começa uma série de artigos dedicados a clássicos da literatura universal. No primeiro deles, Lewis Carroll e o tema do Sonho dentro do Sonho.

Ler mais

A evolução artística de Michelangelo Antonioni (Parte 2)

Segunda parte da análise da obra do cineasta Michelangelo Antonioni que o crítico Miguel Forlin oferece aos leitores do Estado da Arte.

Ler mais

Filho meu, atenta: não há limites para fazer livros

Existem sentenças que, por mais citadas e desgastadas, ainda preservam certa potência profética, como as lendárias sementes dos túmulos dos faraós, dentro das quais a vitalidade aguarda resignadamente seu florescimento.

Ler mais

A mímese e a mensagem

“Entre Dom Quixote e o pequeno burguês vitimado pela publicidade, a distância não é tão grande quanto o romantismo gostaria que acreditássemos”, diz René Girard no primeiro capítulo de Mentira Romântica e Verdade Romanesca.

Ler mais

Shakespeare Exclusivo: Nova Tradução de ‘Romeu e Julieta’

A Penguin – Companhia das Letras lançou uma nova edição de Romeu e Julieta. A tradução ficou a cargo de José Francisco Botelho, que estreia hoje sua coluna no Estado da Arte. Para celebrar, publicamos trechos de uma das cenas mais famosas da tragédia dos jovens amantes.

Ler mais