A rebelião do eles: léxico, morfologia e sintaxe do fascismo bolsonarista

“Em todos os seus giros principais, o bolsonarismo extraía do lulismo seus marcos retóricos, preenchia-os com o conteúdo de extrema-direita e reinstalava-os no interior de um sistema discursivo baseado no puro fomento de antagonismo em tempo integral.” Para Idelber Avelar, “os manifestantes que abraçaram Bolsonaro em 13/03/2016 já buscavam um antipetista não tucano e não pedemebebista a quem abraçar desde 15/03/2015”. Um ensaio que busca analisar e compreender os antagonismos represados na sociedade brasileira.

Read more

Reinaldo, a Copa de 1982 e a ditadura militar

Como uma mistura de moralismo, homofobia e a política da ditadura militar deixou o centroavante Reinaldo fora da Copa do Mundo de 1982.

Read more

Teorias da mídia: de Frankfurt a Jesús Martín-Barbero

A obra de Martín-Barbero é um estudo teórico e histórico da invenção do popular e do massivo assim como das interrelações entre eles. Sua premissa: “nem tudo o que vem ‘de cima’ são valores da classe dominante, pois há coisas que, vindas de lá, respondem a outras lógicas que não são a da dominação”.

Read more

Crime, paranoia e complô: o Estado e a narrativa policial na Argentina

Idelber Avelar analisa o que acontece com o gênero policial quando o Estado se transforma não apenas em instância definidora da lei mas também, e paradoxalmente, em grande criminoso planetário.

Read more