O que pensa um conservador sobre a vacina obrigatória (e outras arengas)

A partir de G.K. Chesterton, da (nova velha) revolta da vacina, e de algumas outras arengas também, Arthur Grupillo fala sobre alguns princípios básicos das tradição conservadora — e sobre a caricatura que é a soma de todos seus opostos. “Em circunstâncias epidêmicas, e diga lá pandêmicas, com número inominável de mortos diários, estar obcecado com a saúde é a única normalidade que alguém pode apresentar.”

Read more

O mínimo que você precisa saber para não ser um completo ideólogo

“Marx era suficientemente esperto, ou hegelianamente esperto, para saber que, se ele tivesse apenas uma parte da ciência, não estava ainda com ela. Pois a ciência não é como a Larissa, que eu pedi em namoro na quinta série e me disse que ‘ia pensar’, já há mais de trinta anos. A ciência é mais como um matrimônio, no qual se diz sim; e então uma nova fase começa. Só que, no caso dos filósofos, são eles que ainda estão pensando”. Por Arthur Grupillo, o mínimo que você precisa saber para não ser um completo ideólogo.

Read more