Os lobos de Gubbio: Ensaio sobre a alegria e a eternidade

“Contra spem in spem. Essa fórmula, retirada de um trecho mais extenso, abre outro horizonte paradoxal: esperar contra toda a esperança. Traduz, assim, o que de mais humano há nos homens e nas mulheres de todos os tempos. Esperar em condições favoráveis é dado a qualquer um fazê-lo. Amar o que tem atrativos, da mesma forma. Houve e haverá sempre ao longo da história diferentes lobos de Gubbio. Não há, contudo, alegria possível neste mundo que deles seja apartada.” Por Caio Morau, um ensaio sobre a alegria e a eternidade.

Read more