Por uma interpretação do Brasil (parte 2)

Em sua recuperação quase arqueológica dos símbolos e ideias que perpassam e em parte constituem a realidade brasileira, João Camilo de Oliveira Torres, em sua típica prudência, sinaliza certos elementos aparentemente paradoxais na formação do Brasil. Um exemplo dessa nossa singularidade, diz-nos o historiador, é a precedência temporal do Estado em relação ao povo, na gênese brasileira. 

Ler mais

O cinema de Joaquim Pedro – Parte 2 Macunaíma, que o Brasil engoliu

A primeira e, talvez, principal inventividade de Joaquim Pedro ao adaptar o livro, foi entender que o seu formato de rapsódia permitia-lhe desenvolver esquetes a partir de um tema central, com variações e abrindo a possibilidade narrativa de comentar de forma crítica o livro e a própria abordagem cinematográfica.

Ler mais

Ernesto Nazareth: um projeto de modernidade na música brasileira

No dia 17 de novembro de 1926, Mário de Andrade realizou, no Theatro Municipal de São Paulo, uma conferência chamada “Festival Nazareth”. Com presença do próprio compositor, Mário de Andrade apresentou a tese de que o compositor carioca era digno de ombrear com os clássicos.

Ler mais