Um silêncio nada inocente

Em sua primeira intervenção após o agravamento da situação venezuelana, Gustavo Dudamel seguiu com as declarações pusilânimes de sempre clamando “líderes políticos a encontrar os meios necessários de resolver a crise na Venezuela” – sem citar nomes ou causas, condições concretas ou propostas objetivas.

Read more