Estamos condenados a interpretar

Em termos jurídicos, o relativismo é inimigo da autonomia do Direito e da própria democracia. Gadamer deu uma enorme contribuição para um novo tipo de hermenêutica jurídica. A filosofia que brotou de sua obra inundou o Direito e contribuiu sobremodo para limpar a falsa imagem de irracionalidade que a prática jurídica tinha em relação a uma certa epistemologia moderna. A hermenêutica veio para ficar, exatamente, porque é esse intermédio filosófico entre o objetivismo e o subjetivismo.

Read more

Política e facções em guerra, um precário equilíbrio

Gunter Axt analisa para o Estado da Arte a problemática história das facções políticas em seus variados contextos, da democracia ateniense aos regimes totalitários. As lições dessa história são mais que urgentes para a compreensão de nosso tempo.

Read more

Reformar a Constituição: da discussão necessária ao irrealismo político

A ideia de “enxugar” a Constituição para retirar poderes do STF e instaurar o semipresidencialismo, impedindo a alta corte de bloquear atos do Executivo e do Legislativo e diminuindo suas bases legais para dirimir conflitos políticos, é inconsequente e danosa para o País.

Read more

A reforma curricular e o ensino da Constituição

Não é exagero dizer que a questão do currículo escolar é uma das mais importantes que uma sociedade enfrenta. Seja por ser apontada como a única saída para o desenvolvimento nacional, seja pela sua importância para o indivíduo, a educação é incensada como a principal solução para nossos males sociais e para nossa realização individual.

Read more

Por que não estamos chocados?

As agitações políticas e sociais que estremeceram o Brasil nos últimos anos – desde 2013, ao menos, há gente em número significativo nas ruas – deram ao país ao menos uma grande oportunidade. Trata-se da chance de se interrogar a fundo sobre a Nação que temos,  aquela que queremos ter e os possíveis caminhos para lá chegar.

Read more